Como falar da dimensão simbólica de Nelson Mandela, nascido no dia 18 de Julho de 1918 e falecido no dia 5 de Dezembro de 2013, 95 anos depois?

Não é fácil neste ambiente de concurso internacional de frases bonitas sobre Madiba, nominho de origem étnica para expressar carinho e respeito.

Mesmo assim, podemos mostrar no seu currículo de homem extraordinário uma vida de luta por altos valores como a liberdade, a igualdade e a justiça. Passou 27 anos nas masmorras do apartheid, onde estudou e aprendeu a ver fundo e longe. Nascido numa aldeia de analfabetos e na terra do racismo, notabilizou-se como advogado revolucionário.

Conspirou contra a vontade dos seus próprios companheiros do ANC, Congresso Nacional Africano, e foi o primeiro presidente negro eleito num país de maioria negra. Que mais? Foi Prémio Nobel da Paz, promotor da nação Arco-íris, deixou a Presidência da República pelos seus próprios pés no auge da popularidade, procurou reconciliar a raça humana sem punir, não roubou, nem mentiu. Tenho saudades de Madiba.

E o legado de Nelson Mandela? O que há de mais admirável nessa herança é a capacidade de defender a verdade e a igualdade, custem o que custarem. Este exemplo atingiu dimensão universal num mundo reconhecidamente em crise de valores, tais como a verdade, o trabalho e a solidariedade.

Cai o apartheid sem arrastar na totalidade a desigualdade social

Mas, caiu o Apartheid na República da África do Sul sem que tenha diminuído drasticamente a desigualdade social. É verdade, a harmonização não subiu bastante. Mas abriram-se vias de igualdade e construíram-se bases para combater a discriminação estrutural: educação de brancos, negros, amarelos e mulatos; leis e práticas anti discriminação baseada no sexo e na idade; desmantelamento da arma atómica; lei da terra; liberdade de circulação, etc.

Apesar disso, existem as barracas do desemprego, da droga e do crime, mas a grande diferença é serem barracas de todas as cores. As tendências estão a mudar.

Ainda existem uma minoria branca rica e uma maioria negra pobre? É verdade e a violência urbana tem aumentado. Em matérias como a transformação cultural e social, as tendências valem mais do que os factos. Proporcionalmente, ainda existem muito mais brancos ricos do que negros, mas o combate pelas reformas estruturais está em curso. E é evidente que hoje em dia as resistências não vêm somente dos brancos.

Mandela quis mostrar que o ódio ou o amor, a corrupção ou a transparência, a violência ou a paz não têm cor nem religião!

Com maior ou menor intensidade e coerência, os governos da África do Sul de depois do apartheid têm lutado pelas condições de igualdade e justiça. Mas a luta pelo poder não vai acabar, nem os operários, nem os patrões. A Constituição e a Democracia não fazem milagres mas protegem os cidadãos. Mandela disse uma vez que a melhor coisa que aprendeu durante os 27 anos de prisão foi pensar o médio e o longo prazo.

Mandela uma inspiração

Mandela é ainda uma garantia de estabilidade para a África do Sul?

Suponho que ninguém tem resposta definitiva para esta pergunta crucial mas posso afirmar que, enquanto símbolo poderoso, Nelson Mandela é uma inspiração. É certo que o símbolo confronta uma realidade económica, social e cultural dramática. No próximo ano haverá as primeiras eleições legislativas na ausência de Nelson Mandela e a maioria dos eleitores não conheceu os horrores do apartheid.

Mandela reúne uma espécie de consenso universal. Porque será? Sim, esquerda, centro e direita; laicos, teocráticos e ateus; ricos, pobres e remediados; amarelos, brancos, negros e mulatos. Aqui temos de tudo, da referência genuína à diplomática, digamos assim.

Explicando-me melhor, pergunto o que pensavam e faziam durante os 27 anos de prisão de Nelson Mandela alguns dos que hoje dizem as frases mais bonitas que se pode imaginar. Não importa, a explicação é o carácter inspirador do líder.

E o fenómeno da Verdade e da Reconciliação, conduzida pelo Reverendo Desmond Tutu? O bispo Desmond Tutu é alma gémea de Madiba. Ele acredita no que pensa sobre o ser humano e faz o que pensa. Sob a sua liderança a Comissão Verdade e Reconciliação (CVR) abriu um precedente e teve um enorme sucesso. Veja-se que a missão era apurar a verdade e com base nela promover a reconciliação. Não tinha fins punitivos.

Mandela abraçou o bem e de Klerk rejeitou o mal

Como ler a atribuição do Prémio Nobel tanto a Mandela como a Frederick de Klerk? Foi justo do ponto de vista moral e estrategicamente correto. De Klerk também viu longe, compreendeu a natureza imbatível das reivindicações de Nelson Mandela e do Povo sul-africano e colaborou na transformação do regime. Em defesa da Paz, o Nobel foi muito bem atribuído a dois grandes líderes: Mandela abraçou o bem e de Klerk rejeitou o mal. Ambos foram corajosos.

África Austral e o efeito Mandela? Diga-se em abono verdade que o primeiro a ser influenciado foi o apartheid. Concretamente o MPLA, a FRELIMO, a SWAPO, e a ZANU foram os grandes aliados do ANC e de Nelson Mandela. De um modo geral, os MLN das colónias portuguesas. Agora sim é a vez de toda a sub-região estar atenta à evolução de um dos motores de África que é a República da África do Sul.

O significado do "Soccer City"

O caso da vaia na Cidade do Futebol ao Presidente Jacob Zuma? Não foi uma vaia qualquer. O senhor Zuma está longe de ter o perfil de Nelson Mandela e existe um grande mal-estar social na RAS. Além da desigualdade económica, a questão da terra, o desemprego, o racismo tradicional e o novo, etc., a vaia no Soccer City pode ter alto significado político e diplomático.

Existe um mal-estar crescente e uma degradação da imagem pública do Presidente Zuma,que é suspeito de insensibilidade em relação às dificuldades do povo, de falta de rigor no uso de bens públicos e de ter dificuldades em separar o interesse pessoal do interesse público. Por outro lado, o ANC é uma aliança de diversos partidos e movimentos políticos.

As principais dificuldades actuais da África do Sul? A frustração ocupa o lugar das grandes espectativas e as reformas desaceleram desde a Presidência de Mandela. O ritmo de transformação social é o principal problema da RAS.

Mandela e Cabral a persistência numa luta

O processo da democratização da África nesta nova era pós Mandela…

O legado de Nelson Mandela vai além do seu tempo e da sua ação. O exemplo entrou no coração de milhões de africanos. A democratização de África é difícil e lenta.

O ponto da situação da África em termos do cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento do Milénio? O desempenho de África na realização dos ODM é insatisfatório, mas, em geral, os objetivos fixados pela ONU não são cumpridos. A dinâmica criada é que vale.

É possível fazer um paralelo entre Amílcar Cabral e Nelson Mandela? É. Ambos pertenceram à geração que nunca desistiu de lutar pela independência de África. Com cinco anos de diferença (1918-1924), Mandela e Cabral foram grandes cabeças e grandes líderes, com uma outra diferença importante: Mandela viu renascer a Nação e exerceu o poder, Cabral não.

Mas Gérard Chaliand, jornalista e historiador francês, conta o seguinte diálogo na sua biografia: Gérard – Mandela, dizem que entre os líderes dos Movimentos de Libertação Nacional do nosso tempo você é o maior. Mandela: “Não, estás enganado, o maior é Amílcar Cabral”.

Verdade ou mentira, este episódio confirma a grandeza de ambos.

Tema SportKriol
Saturday, October 07, 2017 Antonio Tavares FIFA 32
Percy Tau, Themba Zwane e Sibusiso Vilakazi colocaram a África do Sul, sábado, 07 de Outubro, na corrida para o Mundial de futebol da Rússia-2018. Os Bafana-Bafana venceram os burkinabés por 3-1.
Monday, October 02, 2017 Antonio Tavares FIFA 58
O médio Luis ‘Platiny’ Soares, da equipa romena do Polytehnica Iasi, e o avançado Nuno ‘Jóia’ Costa, do Estrasburgo da França não entram nas contas do seleccionador cabo-verdiano Lúcio Antunes para o compromisso dos Tubarões frente ao Senegal.
Monday, October 02, 2017 Antonio Tavares Auto Motor 43
O holandês Max Verstappen (do Red Bull, na foto) venceu, domingo, 01 de Outubro, sua segunda corrida na Fórmula 1, no Grande Prémio da Malásia, depois de passar o poole Lewis Hamilton à quarta volta.
Tema TicKriol
4 September 2017 Antonio Tavares Ciência 67
Os astrónomos da NASA revelaram alguns detalhes sobre o asteróide gigante, denominado Florence, que passou perto da Terra na sexta-feira, 01 de Setembro.
2 September 2017 Antonio Tavares Internet 56
O Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSI) lança dentro de seis meses concurso para admissão de estagiários, depois de ter acolhido 12 melhores recém-licenciados no processo selectivo ao programa NOSiEstágio.
20 December 2016 Administrator Ciência 194
Sondas fluorescentes em nanoescala que ligam na presença de células cancerosas ajudaram cirurgiões a remover tumores em ratos sem danificar tecidos saudáveis, de acordo com um estudo publicado na segunda-feira.
Tema TurisKriol
Thursday, August 31, 2017 Antonio Tavares TURISKRIOL 83
Os chineses invadem a Europa, Irlanda do Norte, Croácia e Islândia, impulsionados pela série ‘Game of Thornes’ a série do canal norte-americano HBO.
Thursday, December 15, 2016 Administrator TURISKRIOL 230
Os investimentos do ‘The Resort Group PLC’ com o valor acumulado de mais de 250 milhões de euros, minimizaram os fracos resultados macroeconómicos de Cabo Verde que seriam piores, considera Victor Fidalgo, administrador do grupo.
Monday, August 29, 2016 Administrator TURISKRIOL 248
As obras do projecto turístico integrado do Ilhéu de Santa Maria e da Gamboa, na cidade da Praia, prosseguem e têm atraído a atenção dos praienses que se deslocam ao local para ver o homem a desventrar a baía entrando com terra pelo mar adentro.
Tema CultuKriol
Monday, August 22, 2016 Administrator CULTUKRIOL 2048
O festival musical de Curraletes, na praia do mesmo nome no porto Novo de Santo Antão, encerrou o pano com o público, a organização a atribuir nota positiva ao certame organizado em tempo de campanha com 4 mil contos (37 mil euros).
Sunday, August 14, 2016 Administrator CULTUKRIOL 2051
O espectáculo ficou favorecido na Baía das Gatas com o remate de Grace Évora e Jorge Neto, depois das entradas triunfais do ‘velho’ Tubarões, do grupo Carnaval, Tó Semedo e Loony Johnson, imagine os gritos, a folia e saltos ‘até ao céu’.

REDE VERDE

Governo cabo-verdiano já admite eventual mau ano agrícola

O Governo já admite o cenário de um mau ano agrícola em Cabo Verde, mas está preparado para elaborar um plano de emergência, anunciou o ministro cabo-verdiano da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva.

REDE NEGÓCIOS

Empresários cabo-verdianos querem internacionalizar seus negócios

Empresários, empreendedores, administradores, gestores, quadros técnicos e consultores participam, em Outubro, numa formação sobre “Preparação e estratégia para internacionalização”, promovida pela Câmara de Comércio do Barlavento (CCB).

REDE SAÚDE

Fisioterapeutas reúnem-se numa associação pensando numa ordem

Os fisioterapeutas de Cabo Verde têm uma associação reconhecida em Maio de 2017 e pensam já em se transformar, a curto prazo, numa ordem profissional, garantiu Dalva Correia, presidente da Associação de Fisioterapeutas de Cabo Verde (AFCV).

ARTIGOS DE OPINIÃO

África sem Mandela - Um monólogo de Corsino Tolentino

Como falar da dimensão simbólica de Nelson Mandela, nascido no dia 18 de Julho de 1918 e falecido no dia 5 de Dezembro de 2013, 95 anos depois?

ENTREVISTA

Notável clarinetista cabo-verdiano de nome Cesário Duarte "Cesário Boca"

Compôs uma música em tributo a um compadre. Na hora “H” muda o refrão, coloca seu nome por receio à zanga do compadre.

EDITORIAL

Viajar no tempo das máquinas de escrever com Overtype

Overtype é um site que simula a utilização de uma máquina de escrever dos tempos idos num moderno computador.