O número de hóspedes em Cabo Vede aumentou atingindo 132443 no segundo semestre de 2016, um acréscimo de 13,9 por cento face ao trimestre homólogo, com Sal a liderar a lista das ilhas mais procuradas pelos turistas.

Os dados foram divulgados, sexta-feira, 12 de Agosto, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) que aponta ainda que, no mesmo período, as dormidas cresceram 16,5%. O Reino Unido é o principal país emissor de turistas para Cabo Verde, seguido pela Alemanha, Bélgica-Holanda (Países-Baixos) e Portugal, com 14,0%; 11,5% e 9,2%, respectivamente.

“Os turistas ingleses foram os que permaneceram mais tempo em Cabo Verde, com uma estadia média de 9,7 noites”, revela a entidade responsável pela produção de dados estatísticos, acrescentando que a ilha do Sal foi a mais procurada pelos turistas, representando cerca de 51,4% das dormidas nos estabelecimentos hoteleiros, seguida da Boa Vista.

Os dados acumulados no período de Janeiro a Junho de 2016, assegura o INE, mostram que os estabelecimentos hoteleiros “registaram 323.096 hóspedes e cerca de 2,0 milhões de dormidas”, movimentos que se traduzem em acréscimos nas entradas e nas dormidas de 15,9% e 14,0% respectivamente, face ao semestre homólogo.

A maioria dos turistas proveniente do Reino Unido preferiu como destino as ilhas do Sal e da Boa Vista, representando, respectivamente, 53,5% e 46,1% das dormidas e escolheram como local de acolhimento os hotéis, 99,6%.

Os turistas provenientes de Alemanha escolheram também, como destino principal, a ilha da Boa Vista (52,2%), em seguida a do Sal, representando, 43,1% das dormidas. Preferiram, também, os hotéis como o principal meio de alojamento, representando 95,3%.

As dormidas dos residentes em Portugal distribuíram-se principalmente pelas Ilhas do Sal (52,7%), Boavista (29,8%) e Santiago (12,6%).

Segundo os dados apurados pelo INE no trimestre em análise, os visitantes provenientes do Reino Unido tiveram maior permanência média em Cabo Verde (9,7 noites). A seguir estão os provenientes dos Países Baixos (8,6 noites), da Alemanha (8,1), e da França com permanência de 5,3 noites.

Os cabo-verdianos residentes permaneceram, em média, 2,5 noites nos estabelecimentos hoteleiros.

Relativamente ao tipo de estabelecimentos usados pelos turistas, os dados revelam que os hotéis continuam sendo os mais procurados, representando 84,4% do total das entradas. Seguem-se os aldeamentos turísticos com 6,2% e as residenciais com cerca de 4,1%.

 

Com Inforpress.

MONUMENTOS & SÍTIOS


30 January 2017 Monumentos & Sítios 83
A empresa municipal ‘Serviço Autónomo do Turismo’ foi criada com a missão de gerir o circuito turístico da Cidade Velha, Património da Humanidade, afirmou o Presidente da Câmara Municipal de Ribeira Grande de Santiago, Manuel de Pina.
12 February 2017 Monumentos & Sítios 97
A Cidade Velha (localizada em Cabo Verde) foi declarada Patrimônio Mundial da Humanidade no dia 26 de junho de 2009, numa decisão da UNESCO, órgão da União das Nações Unidas (ONU) que cuida da educação e da cultura.
12 February 2017 Monumentos & Sítios 96
E, dois anos mais tarde, foi lá criada a primeira cidade do mundo construída por europeus nos trópicos, mais precisamente por Portugal, tornando-se a primeira capital do arquipélago, título que ostentou até 1770, quando se deu a passagem oficial para a Praia de Santa Maria, a atual Cidade da Praia.

CABO VERDE


Cabo Verde , é um país insular localizado num arquipélago formado por dez ilhas vulcânicas na região central do Oceano Atlântico. A cerca de 570 quilómetros da costa da África Ocidental, as ilhas cobrem uma área total de pouco mais de 4.000 quilómetros quadrados.
Cachupa é um prato típico da gastronomia de Cabo Verde. Distingue-se entre Cachupa Rica (elaborada com vários tipos de carne), e Cachupa Pobre (feita apenas com peixe). A distinção entre os tipos de Cachupa tem a ver com o facto de a Rica conter carne, o que torna o prato mais caro, e apenas acessível à população com mais meios.
As ilhas de Cabo Verde são um destino único e inesquecível. Abençoadas pelo Sol durante todo o ano, têm na Música e na Cultura um ritual que faz parte do dia a dia dos habitantes, enquanto envolvem o visitante na incomparável mística do Arquipélago.

REDE VERDE

Governo cabo-verdiano já admite eventual mau ano agrícola

O Governo já admite o cenário de um mau ano agrícola em Cabo Verde, mas está preparado para elaborar um plano de emergência, anunciou o ministro cabo-verdiano da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva.

REDE NEGÓCIOS

Empresários cabo-verdianos querem internacionalizar seus negócios

Empresários, empreendedores, administradores, gestores, quadros técnicos e consultores participam, em Outubro, numa formação sobre “Preparação e estratégia para internacionalização”, promovida pela Câmara de Comércio do Barlavento (CCB).

REDE SAÚDE

Fisioterapeutas reúnem-se numa associação pensando numa ordem

Os fisioterapeutas de Cabo Verde têm uma associação reconhecida em Maio de 2017 e pensam já em se transformar, a curto prazo, numa ordem profissional, garantiu Dalva Correia, presidente da Associação de Fisioterapeutas de Cabo Verde (AFCV).

ARTIGOS DE OPINIÃO

África sem Mandela - Um monólogo de Corsino Tolentino

Como falar da dimensão simbólica de Nelson Mandela, nascido no dia 18 de Julho de 1918 e falecido no dia 5 de Dezembro de 2013, 95 anos depois?

EDITORIAL

Viajar no tempo das máquinas de escrever com Overtype

Overtype é um site que simula a utilização de uma máquina de escrever dos tempos idos num moderno computador. 

ENTREVISTA

Notável clarinetista cabo-verdiano de nome Cesário Duarte "Cesário Boca"

Compôs uma música em tributo a um compadre. Na hora “H” muda o refrão, coloca seu nome por receio à zanga do compadre.