Os investimentos do ‘The Resort Group PLC’ com o valor acumulado de mais de 250 milhões de euros, minimizaram os fracos resultados macroeconómicos de Cabo Verde que seriam piores, considera Victor Fidalgo, administrador do grupo.

Alerta pelo papel do Estado não só na promoção turística do arquipélago, mas também velar a execução de certos investimentos estimuladores do capital privado no domínio das infra-estruturas e atraindo mais marcas internacionais para ajudar a criar o destino turístico.

Estas declarações foram prestadas à Inforpres em uma entrevista onde perspectiva o futuro do desenvolvimento turístico de Cabo Verde, numa altura em que o seu ‘The Resort Group’ reforça o seu investimento na ilha do Sal com o empreendimento turístico Llana Beach Hotel & SPA.

“Na verdade, só tendo um produto concreto e diversificado para oferecer é que se pode pensar na promoção do destino, enquanto elemento do produto turístico global”, explicou, observando que, se “não fossem os grandes investimentos do TRG PLC, num total acumulado que ultrapassa 250 milhões de euros, os fracos resultados macroeconómicos de Cabo Verde”, nos últimos oito anos, seriam ainda piores. 

No seu entender, a importância do LLana Beach Hotel, recentemente inaugurado, transcende a simples soma dos seus efeitos directos, como são a criação de novos empregos permanentes, o aumento da oferta de alojamento, o aumento do fluxo turístico e, consequentemente, um contributo acrescido para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de Cabo Verde em 2017 e nos anos que se seguirão.

Entender dicotomia: Destino Cabo Verde/operadores cabo-verdianos

“Este novo empreendimento traz uma mais-valia qualitativa, ao subdividir-se em dois hotéis com duas marcas distintas, sendo uma delas a TUI Sensimar. Uma novidade”, afirmou.

Para a promoção do produto turístico, Victor Fidalgo observa que é importante reconhecer dois níveis de intervenção: Cabo Verde, enquanto destino concorre com o mundo para ganhar um lugar no mercado global e, no segundo nível, são os operadores cabo-verdianos, com os seus produtos específicos, a concorrer entre si para serem agentes da oferta do serviço que se presta no país.

“Esta dicotomia se for bem entendida e traduzida em políticas adequadas permitirá a Cabo Verde acelerar a sua afirmação como destino turístico, num certo nicho do mercado mundial e melhorar os ganhos que poderá tirar deste processo”, adiantou.

The Resort Groupe PLC pretende construir na ZDTI de Santa Mónica, num período de 12-15 anos mais seis ‘resorts’, comportando um total de 4.373 quartos, sobre uma extensão de 77 hectares.

Victor Fidalgo revela que para o próximo ano, o The Resort Groupe PLC tem na forja pelo menos mais um empreendimento na Boa Vista.

Além da segurança, saúde, ambiente, urbanismo e estradas estruturantes, Victor Fidalgo enumerou os portos e os aeroportos, particularmente os aeroportos, infra-estruturas para onde se deve virar com uma “visão vanguardista” por forma a transformá-los em “verdadeiros” propulsores do investimento privado no turismo.

Considerando que o recurso aéreo tem sido o principal meio de acesso dos turistas a Cabo Verde com “real impacto” no emprego e crescimento económico, Victor Fidalgo recomenda a continuidade da estratégia de trazer mais tours-operadores, que com seus voos charters “têm desempenhado” um papel de primeiro plano neste processo.

“Devemos continuar a estratégia de trazer mais tour-operadores e esforçar-nos para atrair companhias de linha, de modo a consolidarmos o processo de diversificação da nossa oferta e quiçá dos mercados emissores”, acentuou.

Não há destino turístico com três marcas internacionais

Victor Fidalgo enfatiza a impossibilidade de se construir um destino turístico com apenas duas ou três marcas internacionais. Daí a relevância do ‘The Resort Group PLC’. Ao trazer mais uma marca internacional para o país, contribui na construção do destino, diversificando e enriquecendo a oferta do produto Cabo Verde.

Com a sua carteira de investimento na Boa Vista, prevista para 2017, Victor Fidalgo aproveita a ocasião para alertar ao Governo e demais accionistas da Sociedade de Desenvolvimento Turístico das Ilhas de Boa Vista e Maio (SDTIBM) que “revejam urgentemente” os pressupostos e princípios que estiveram na base da criação dessa sociedade.

Se a filosofia do encaixe financeiro com a venda dos terrenos continuar a prevalecer em detrimento da execução efectiva dos projectos, Cabo Verde perderá mais uma oportunidade de melhorar a sua posição no mercado mundial num momento, sentencia, em que os principais concorrentes do Mediterrâneo Oriental estão bloqueados ou em recuo.

“O Nicho de sol e praia está a sofrer uma grande reconfiguração devido aos acontecimentos na bacia do Mediterrâneo. Devemos agir com a rapidez e eficácia necessárias para melhorar a nossa posição no mercado mundial do turismo” preveniu.

“O The Resort Groupe PLC que já deu provas irrefutáveis de saber fazer o que Cabo Verde precisa nessa matéria, expressa a sua disponibilidade, para num diálogo construtivo ajudar os accionistas da SDMTIBM a reposicionar a sociedade numa perspectiva diferente e mais ao serviço do crescimento económico e do desenvolvimento social do país”, conclui.

Pertencente ao Resort Group PLC, promotor de Melia Tortuga Beach, e Dunas Beach Resort, Llana Beach Hotel é mais um empreendimento turístico estabelecido na ilha do Sal por este grupo britânico, com sede em Gibraltar e Escritórios em Derby e Cabo Verde.

O empreendimento que na fase de exploração deverá empregar cerca de 300 pessoas de forma permanente, compreende um hotel com 601suites, sete piscinas, discotecas e sportbar, mimi club de crianças, 4 restaurantes, ginásio, cyber café, pavilhão de casamentos, salas de reuniões, desportos náuticos, sala para teatro, entre outros equipamentos.

Com Inforpress

MONUMENTOS & SÍTIOS


30 January 2017 Monumentos & Sítios 59
A empresa municipal ‘Serviço Autónomo do Turismo’ foi criada com a missão de gerir o circuito turístico da Cidade Velha, Património da Humanidade, afirmou o Presidente da Câmara Municipal de Ribeira Grande de Santiago, Manuel de Pina.
12 February 2017 Monumentos & Sítios 70
A Cidade Velha (localizada em Cabo Verde) foi declarada Patrimônio Mundial da Humanidade no dia 26 de junho de 2009, numa decisão da UNESCO, órgão da União das Nações Unidas (ONU) que cuida da educação e da cultura.
12 February 2017 Monumentos & Sítios 70
E, dois anos mais tarde, foi lá criada a primeira cidade do mundo construída por europeus nos trópicos, mais precisamente por Portugal, tornando-se a primeira capital do arquipélago, título que ostentou até 1770, quando se deu a passagem oficial para a Praia de Santa Maria, a atual Cidade da Praia.

CABO VERDE


Cabo Verde , é um país insular localizado num arquipélago formado por dez ilhas vulcânicas na região central do Oceano Atlântico. A cerca de 570 quilómetros da costa da África Ocidental, as ilhas cobrem uma área total de pouco mais de 4.000 quilómetros quadrados.
Cachupa é um prato típico da gastronomia de Cabo Verde. Distingue-se entre Cachupa Rica (elaborada com vários tipos de carne), e Cachupa Pobre (feita apenas com peixe). A distinção entre os tipos de Cachupa tem a ver com o facto de a Rica conter carne, o que torna o prato mais caro, e apenas acessível à população com mais meios.
As ilhas de Cabo Verde são um destino único e inesquecível. Abençoadas pelo Sol durante todo o ano, têm na Música e na Cultura um ritual que faz parte do dia a dia dos habitantes, enquanto envolvem o visitante na incomparável mística do Arquipélago.

REDE VERDE

2016 recordista na produção da energia renovável e China lidera

Com 80% da produção total, produtoras de energia solar e eólica promovem expansão das fontes renováveis. A Europa ficou para trás no crescimento dessas energias e a China assume a liderança entre países.

REDE NEGÓCIOS

Empresários cabo-verdianos querem internacionalizar seus negócios

Empresários, empreendedores, administradores, gestores, quadros técnicos e consultores participam, em Outubro, numa formação sobre “Preparação e estratégia para internacionalização”, promovida pela Câmara de Comércio do Barlavento (CCB).

REDE SAÚDE

OMS recomenda abstinência sexual para quem esteve nas zonas zika

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou, esta semana, aos homens e mulheres, que estiveram nas áreas onde há transmissão activa do vírus Zika, à pratica do sexo seguro ou manter uma abstinência por seis meses.

ARTIGOS DE OPINIÃO

África sem Mandela - Um monólogo de Corsino Tolentino

Como falar da dimensão simbólica de Nelson Mandela, nascido no dia 18 de Julho de 1918 e falecido no dia 5 de Dezembro de 2013, 95 anos depois?

EDITORIAL

Viajar no tempo das máquinas de escrever com Overtype

Overtype é um site que simula a utilização de uma máquina de escrever dos tempos idos num moderno computador. 

ENTREVISTA

Notável clarinetista cabo-verdiano de nome Cesário Duarte "Cesário Boca"

Compôs uma música em tributo a um compadre. Na hora “H” muda o refrão, coloca seu nome por receio à zanga do compadre.